sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Sofrimento. Parte I

Dor, doi, doi, doi, o coração , a bola de carne mais poderosa do universo, doi, inxada de dor, chora...chora por não entender o que há de errado em ser certo? Em amar e querer viver ao mesmo tempo? Remédios não aliviam a dor dessa parte sensivel do ser humano fraco que não entende o por que de sofrer. Deus é bom, eu sei, nos sabemos, todos sabem e não seria o causador de tanta dor, mais por que permitiiste algo tão devastador dentro de um sensivel ser humano fraco? Um furacão, um tornado, um vulcão em erupção, destruindo cada pedaço do seu coração, cada segundo de vida, cada movimento de socorro, tirando todas as chances de sobreviver, de reagir, quantas perguntas ainda terão que ser feitas para que esse coração descanse em paz, e a resposta? de onde virá a resposta? o medo, medo, medo, medo, medo, pra onde ir? Qual o caminho a seguir, você disse " continue andando" como?Se não existe mais vida nas veias que pulsavam até o coração que você destrúiu sem uma gota de piedade, ou remorço, e o esforço?A entrega total? Doi, doi, doi, doi....Até quando? Como é possivel alguem nos levar ao ceu e logo em seguida ao inferno, a maior das prisões, das dores, o maior e o pior sentimento faz o coração morrer, aos poucos como uma tortura sem fim, uma parte de cada vez, matando cada pedaço com um veneno lento, como um brinquedo sendo destruido por pequenas partes, um coração destruido jamais se recupera...

Um comentário:

Eddy Fantasia disse...

eu sofri lendo suas palavras, amargura e o sentido de tudo, pois aos bobos ficararam apenas seus sorrisos de mentira se enganam com este mundinho, a dor nos liberta ate o caminho para a verdade...